segunda-feira, 11 de novembro de 2013

CONHECE O DEUS DE TEU PAI !



I CR 28.9   Tu, meu filho Salomão, conhece o Deus de teu pai e serve-o de coração íntegro e alma voluntária; porque o SENHOR esquadrinha todos os corações e penetra todos os desígnios do pensamento. Se o buscares, ele deixará achar-se por ti; se o deixares, ele te rejeitará para sempre.

O rei Davi comunicando a seu povo o que Deus havia dito a respeito da sucessão ao trono e da construção do templo, de que Salomão é quem construiria o templo tão sonhado por Davi.
Dirigindo-se a Salomão faz esta afirmação que acabamos de ler, observemos a preocupação central de Davi, “conhece o Deus de teu pai...”
Davi estava transferindo a Salomão uma incumbência importante, o projeto de uma vida, algo essencialmente prático e temporal, no entanto sua preocupação central era de que Salomão antes de se dedicar à obra proposta, conhecesse aquele que determinara quem a construiria, afinal, como interpretar as minúcias de um projeto tão grandioso, sem conhecer seu autor??? Ainda mais como expressar a essência do autor sem conhecê-lo pessoal e profundamente??? Onde encontrar a energia e os recursos necessários sem tal conhecimento???
Davi sabia muito bem a quem ele servia, e também que este conhecimento era a chave mestra para uma vida plena. A única maneira de permanecer focado no propósito de sua vida seria conhecendo o Deus de seu pai, afinal toda a vida de seu pai fora vivida à partir deste conhecimento. Davi era intimo de Deus e sabia que o melhor para seu filho era seguir este caminho.
Com o conhecimento do Deus de seu pai, viria o serviço de coração íntegro. O serviço sem o conhecimento do Senhor, será sempre reticente, incompleto, contra a vontade, por motivações como medo, suspeita, busca de recompensas, tentativa de agradar ao senhor e obter seu favor por méritos pessoais, por maior que seja a vontade de acertar, nunca será íntegro, faltará sempre algum elemento vital.
Somente o conhecimento do coração do Deus de seu pai, daria a Salomão a motivação correta, um coração íntegro e uma alma voluntária, liberal, livre, que serve por amor e revelação, não por obrigação e dever, um serviço alegre, despretensioso, prazeroso, afinal é um serviço prestado àquele a quem se conhece e ama.
Davi sabia que seu Deus não se impressionaria com menos do que isto, pois Ele esquadrinha o coração e sabe exatamente o que se passa nele. Serviço de aparência, com o coração longe, de nada serve. Pode até impressionar os homens, mas jamais impressionará Aquele que conhece os desígnios do pensamento...
A certeza de quem já experimentou: “se o buscares,  Ele se deixará achar por ti”, quem poderia dizer isto senão alguém que já o houvesse experimentado? “Das profundezas clamo a ti Senhor...”, “o Senhor é o meu pastor...”, “de onde me virá o socorro”, “busquei ao Senhor e ele ouviu...” e inúmeras outras afirmações registradas nos salmos de Davi. Aqui vemos uma afirmação de quem viu, ouviu, apalpou, experimentou de inúmeras maneiras a provisão e a resposta do Senhor, mesmo nas horas mais tenebrosas, se você o buscar... Ele se deixará encontrar. Algo tão precioso não será encontrado sem busca, mas se a busca for sincera ele terá o maior prazer em se deixar encontrar!!!
Temos também o outro lado, se o deixares, Ele o rejeitará para sempre. A displicência, o desinteresse, a desvalorização do amado, não poderia ter outro resultado, mesmo porque de que adiantaria insistir em um relacionamento em que a outra parte já não quer mais, deixou, virou as costas e foi-se, mesmo conhecendo, preferiu deixar...
Ah filho meu, conhece o Deus de teu pai, não há nada melhor a se fazer durante o tempo de tua peregrinação neste mundo, não há outra maneira de se viver plenamente o teu chamado nesta terra. Conhece, serve de coração íntegro e de alma voluntária, esta é a tua porção.

Um comentário:

  1. Um sábio conselho o de Davi.... de que adiantaria tudo o que Salomão fez se não tivesse a chance de conhecer à Deus?

    ResponderExcluir