domingo, 27 de abril de 2014

Palavra não foi feita para dividir ninguém



Palavra não foi feita para dividir ninguém
Palavra é uma ponte onde o amor vai e vem...


Palavra não foi feita para dominar
Destino da palavra é dialogar
Palavra não foi feita para opressão
Destino da palavra é a união.


Palavra não foi feita para vaidade
Destino da palavra é eternidade
Palavra não foi feita prá cair no chão
Destino da palavra é o coração


Palavra não foi feita para semear
A dúvida, a tristeza e o mal estar
Destino da palavra é a construção
De um mundo mais feliz e mais irmão.

Dia destes conversava com um irmão sobre situações da vida e conflitos entre pessoas e na conversa por várias vezes o mesmo utilizava o argumento; porque isto não está na Palavra, eu sou pela Palavra, se não for pela Palavra (referindo-se à Bíblia) e outras afirmações semelhantes, que eu mesmo já me utilizei inúmeras vezes, quando queria fazer valer a minha visão sobre os fatos ocorridos em minha vida, ou na vida de outros. 

Após a conversa, saí de carro e enquanto dirigia, veio-me à lembrança esta música acima, que se não me engano ouvira uma única vez em uma formatura a mais de trinta anos, a simplicidade dos versos e a utilidade das palavras me marcaram tão profundamente, que até hoje me lembro delas... pena que no correr dos anos, muitas e muitas vezes utilizei as palavras exatamente da forma que os versos acima dizem para não usar...

Bem disse Tiago em sua epístola, a língua é um pequeno órgão que se gaba de grandes feitos... ela tem poder de trazer vida e também de trazer morte, é preciso utilizá-la com sabedoria.

Voltando aos meus pensamentos naquela tarde, me encontrei falando comigo mesmo, às vezes faço isto, e até gesticulo e mudo expressões faciais, como se estivesse em um diálogo acalorado... e senti em meu íntimo o quanto temos nos utilizado de palavras, e pior da Palavra de Deus, de forma equivocada, buscando argumentos e armas de ataque e de defesa, protegendo-nos de inimigos irreais e atacando pessoas que poderiam ser nossos aliados verdadeiros em nossas aflições e lutas diárias.

Quantas vezes eu já me peguei utilizando o argumento da “Verdade” com interesses e intenções não verdadeiras, hoje pergunto, será que um argumento verdadeiro, utilizado com uma intenção contrária à verdade, continua sendo verdade??? Ou na sua essência já se tornou uma mentira travestida de verdade para me beneficiar???  Quem peca mais contra a verdade: aquele que fragilizado pela sua posição de inferioridade no confronto diz algo que não corresponde à realidade, ou aquele que se vale de sua maior força para obter uma resposta que só interessa à ele mesmo e que prejudica o outro ou aqueles a quem ele ama???

Se o autor ou autora dos versos tem razão no que afirma, quanto temos perdido em nossas vidas utilizando-nos da palavra e da Palavra com os propósitos equivocados??? Semeando contendas, ciúmes, facções, indignação, separando amigos, exaltando as diferenças, bajulações, falsidades, etc...
Paulo o apóstolo disse:

Colossenses

4.6   A vossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal, para saberdes como deveis responder a cada um. 

Efésios

4.29   Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, e sim unicamente a que for boa para edificação, conforme a necessidade, e, assim, transmita graça aos que ouvem.

Gálatas
5.15   Se vós, porém, vos mordeis e devorais uns aos outros, vede que não sejais mutuamente destruídos.

No livro de provérbios há mais de cem referências ao uso da língua, faríamos bem em estudarmos sobre isto.

Enfim, há tantas maneiras positivas e afirmativas pelas quais utilizar a palavra, porque insistimos em utilizá-las para prevalecer sobre os outros, para nos justificarmos, para mantermos acesa as discussões inúteis, quão mais proveitoso seria utilizarmos as palavras para reconciliação, perdão, fé, reconhecer nossos próprios erros, falar a verdade em amor, afirmar a verdade, Cristo, e não as nossas interpretações dos fatos... se tivermos o cuidado de utilizar as nossas palavras com sabedoria e graça, certamente inúmeros conflitos serão evitados, afinal, se não há maldizente, cessa a contenda. Como maçãs de ouro em salvas de prata, assim é a palavra dita a seu tempo, dizia Salomão.

Nossos lábios necessitam ser tocados pelas brasas do altar, para que sejam purificados e sejamos sábios ao utilizá-los.

Afinal palavra não foi feita para dividir ninguém...

3 comentários:

  1. Gostei Dag ! Sempre gosto de lembrar que a Palavra é espada do Espírito (Ef. 6:17)..... não minha. Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Hoje mesmo por um acaso li essa palavra de Tiago e quão sério é isso.
    Tenho um texto especial pra compartilhar sobre isso, que está guardado para a reunião quando houver oportunidade. Como é bom desejar isso, que possamos dominar nossa língua, usá-la da forma correta, e sermos realmente lembrados como aqueles que seguem a Cristo, porque dolo algum se achou em sua boca!

    ResponderExcluir

FORÇA X CÃS

Força x cãs   Muitas vezes ouvi de meu pai a seguinte frase; ah... se eu tivesse hoje a sua idade, com a...