quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Funcionamento do Medo (A Síndrome de Estocolmo)

Você sabe como o medo funciona? 
Qual o objetivo de nosso inimigo ao tentar nos acuar com o medo?
Vou usar um exemplo da psicologia moderna para deixar mais claro como essa ferramenta maligna tem sido utilizada por satanás para manter muitos cristãos, anteriormente sadios, num quadro de apatia ou mesmo de incredulidade.
Essa síndrome recebeu esse nome em referência ao famoso assalto de Normalmstorg do Kreditbanken, na cidade de Estocolmo, Suécia, que durou de 23 a 28 de agosto de 1973. Nesse acontecimento, as vítimas continuavam a defender os sequestradores mesmo depois dos seis dias de prisão física terem terminado e mostraram o mesmo comportamento nos processos judiciais que se seguiram.
As vítimas começam por identificar-se emocionalmente com os sequestradores, a princípio como um mecanismo de defesa, por medo de retaliação e/ou violência. Gestos gentis por parte dos raptores são frequentemente amplificados porque, do ponto de vista do refém é muito difícil, senão impossível, ter uma visão clara da realidade nessas circunstâncias e conseguir mensurar o Perigo real. As tentativas de libertação são, por esse motivo, vistas como uma ameaça, porque o refém tem medo de ser machucado. É importante notar que os sintomas são consequência de um stress físico e emocional extremo.
É importante observar que o processo da síndrome ocorre sem que a vítima tenha consciência disso. A mente fabrica uma estratégia ilusória para se proteger. Entretanto, a vítima não se torna totalmente alheia à sua própria situação, parte de sua mente conserva-se alerta ao perigo.
O medo é o dispositivo com o qual nosso inimigo faz com que nos apeguemos, justamente aos recursos que podem nos destruir e resistamos aos que efetivamente podem nos salvar. Nas tribulações diárias e grandes desafios que assolam os homens em nossos dias, vemos que muitas de suas respostas estão na oração, na posição de fé, no levantamento com autoridade contra enfermidades, tentações, tribulações terrenas que drenam nossa energia, enterram sonhos pessoais, impedindo que vivamos abundantemente.
Na tentativa de se livrar das ameaças de nosso adversário, muitos homens, aprofundam-se no trabalho, em pecados domésticos (como a pornografia ou vícios), no sarcasmo, na incredulidade, na irreverência, na frieza espiritual, constroem um mundo surreal para si, negando a realidade de que está vulnerável e precisa de uma estratégia divina e da ajuda de outros homens. Por fim, quando o medo encontra lugar para se alojar em nosso coração, ele faz com que abandonemos a verdadeira fonte de água viva e nos guia à cisternas secas, que não retém água, como diz o profetas Jeremias.
Amados, o Senhor é a fonte de vida que foi designada aos herdeiros da nova aliança. Nós somos esses herdeiros. E nEle habita a plenitude, e mais, Ele mesmo está vivo em nós, nos conduzindo pelo seu Espírito à uma vida abundante, repleta de fé e ESPERANÇA como diz em Jeremias 29:11.
Segundo um amigo: O medo é a fé no fracasso. É a certeza de que tudo vai dar errado no final. Se isso fosse verdade, nosso Deus não seria Deus e sua palavra seria a mais romântica das mentiras! 
Mas, sabemos que não é assim. Ele nos deu vida, quando estávamos mortos e dispensou sobre nós sua eterna e favorável graça. Além de nos resgatar, Deus nos entregou juntamente com Cristo, todas as coisas, inclusive a capacidade de passar por qualquer tribulação e resistirmos inabaláveis. Note, que a palavra não diz que ele nos dará isso, mas, JÁ nos entregou (no passado), JÁ está em cada um de nós. Foi colocado lá dentro de nosso novo coração quando o recebemos no batismo.
Queridos, nós temos o que é necessário para resistir tudo e permanecer firmes!
Em nós habita Aquele que é a vida abundante! A promessa viva na palavra de Deus, no livro de salmos no diz que: Feliz é o homem que teme ao Senhor e que anda nos seus caminhos, pois do trabalho de suas mão comerá, feliz será e tudo irá bem.
Não ceda ao medo! 
Mantenha-se firme! 
Mantenha-se próximo!

Aquele que é a VIDA ABUNDANTE está e vive entre nós. 
Você pode contar com muitos outros soldados. VOCÊ NÃO ESTÁ SOZINHO!


Uma ótima noite a todos.

Erick Couto
Seu irmão em batalhas

Nenhum comentário:

Postar um comentário