domingo, 29 de setembro de 2013

VALOR x PREÇO


Às vezes, ouvindo nosso discurso, tenho a impressão de que o propósito maior de Deus na vida do Cristão é contrariá-lo, parece que Deus é algum tipo de sádico que fez o homem com inúmeras possibilidades, só para depois impedi-lo de utilizar plenamente o potencial que ele tem... ora, havemos de concordar que isto não se parece nada com boas novas!!! Esta deve ser a versão do evangelho contada pelo homem que recebeu um só talento (sabendo que és rei mau e perverso, que ajuntas onde não espalhastes...).

Quão diferente disto são as afirmações de Jesus: “o ladrão vem para roubar, matar e destruir, eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância”!!! Jo 10, ou ainda em Jo 11 eu sou a ressurreição e a vida, aquele que vive e crê em mim, ainda que morra viverá...”!!! Jo 14” eu sou o caminho a verdade  e a vida”, Jo 6 “quem beber da água que eu lhe der jamais terá sede novamente” Jo 15 “eu sou a videira, vós os ramos”...

Alguns poderão argumentar, mas aí você está apresentando um evangelho de ofertas, e as demandas do reino??? Sim é verdade, as demandas do Reino são fortes, na verdade a demanda é forte, estas afirmações de Jesus serão desfrutadas apenas por aqueles que perderem a sua própria vida natural, para poderem herdar as preciosas promessas. Mas observe, este princípio de abrir mão de algumas coisas para alcançar outras me parece um princípio universal... para desfrutar da alegria de criar um filho, abrimos mão de inúmeras coisas em nossa vida... para obtermos um diploma, damos em troca inúmeras horas de estudo e dedicação... para comprarmos algum bem, abrimos mão de outros... para desfrutarmos a bênção do casamento, abrimos mão de um sem número de outras possibilidades, alguns para terem uma carreira brilhante abrem mão de suas famílias... ou seja: tudo tem seu preço!!! E quanto mais valioso o bem, maior o seu preço.

É bom fazermos uma diferenciação entre preço e valor, preço é o que a pessoa que está oferecendo pede por seu produto, valor é o que eu estou disposto a pagar, por exemplo uma loja pede R$100,00 em uma camisa, se eu achar que a camisa vale os R$100,00 eu pago, senão procuro outra que me agrade.

Aqui vemos a extravagância divina, Deus atribuiu tal valor à humanidade, que não se importou em pagar o mais alto preço que poderia, seu filho unigênito, Jesus Cristo, se deu por você e por mim. 

Na verdade quando nossos olhos são abertos e enxergamos, ainda que um pouquinho só da realidade de Cristo, percebemos que a demanda do Reino é totalmente justa, algo tão precioso não pode custar barato. 

O impressionante é que uma vez compreendido o valor do que nos é oferecido, nenhum preço parece demasiado!!!

Um comentário:

FLÁCIDOS COM PEQUENAS PAIXÕES

FLÁCIDOS COM PEQUENAS PAIXÕES  por  Daniel Gabler  |  postado em:  Blogs  |  0 Tradução lire de texto de John Eldredge Fitafuso (pers...